terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Transporte de crianças no automóvel - APSI congratula-se com recente posição do ACP



Há mais de 20 anos a lutar pelo transporte seguro das crianças no automóvel, a APSI, que é desde sempre, uma grande defensora do transporte de costas para o sentido do trânsito, congratula-se por ter ganho mais um adepto para esta causa. De facto, hoje, o ACP tornou público que acredita que esta é a forma mais segura de transportar as crianças no automóvel, adotando a recomendação que a APSI faz há já muitos anos.
Nos últimos 40 anos têm sido realizados inúmeros estudos a partir da análise de acidentes reais, em diferentes países, que demonstram que é mais seguro transportar uma criança na posição virada para trás. Estes estudos salientam que a eficácia destes sistemas de retenção ultrapassa os 90% na prevenção de lesões graves (ver artigo da APSI, PORQUE TRANSPORTAR AS CRIANÇAS DE COSTAS ATÉ AOS 3 OU 4 ANOS, Maio 2011). Em 2008, um estudo realizado pela ANEC, European Voice of Consumers in Standardization, do qual a APSI foi Project Advisor, refere mesmo que existe um risco acrescido de lesões de crianças até aos 4 anos de idade quando transportadas viradas para a frente (de 5 vezes mais) e que a pior cadeira virada para trás é sempre melhor que a melhor cadeira virada para a frente, no que diz respeito à proteção do pescoço da criança.
É por todas estas razões que a APSI defende o transporte de costas para o sentido do trânsito até o mais tarde possível e recomenda que as crianças sejam transportadas nesta posição até aos 3 ou 4 anos.
Nem sempre esta posição da APSI foi bem acolhida pelos parceiros no terreno, mas a adesão a esta recomendação é cada vez maior, e agora conta também com o apoio do ACP.



Consulte: Porque Transportar Crianças de Costas até aos 3 ou 4 anos de idade.

Sem comentários:

Publicar um comentário