quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Como escolher o enxoval do bebé



Com a chegada do bebé, os pais vêem-se confrontados com a necessidade de adquirir um conjunto de produtos e artigos de puericultura, que para muitos são uma verdadeira novidade. Esta tarefa complica-se com a oferta disponível no mercado, que é muita e diversificada. Contudo, se os pais/as famílias estiverem informados sobre os aspetos dos produtos a considerar – em particular os ligados à sua conceção e utilização, esta tarefa torna-se mais simples e as escolhas mais acertadas.

Dicas para a compra e utilização em segurança de qualquer artigo de mobiliário e puericultura:
 
- Garanta que os produtos cumprem as normas de segurança; 
- Verifique se o produto se adaptam às funções pretendidas e ao espaço disponível (em casa, no carro);
- Garanta que o artigo apresenta estabilidade e resistência;
- Leia as instruções e avisos de todos os artigos, e cumpra-os rigorosamente; 
- No caso de artigos com montagem ou instalação, siga criteriosamente as instruções, bem como as relativas à manutenção e limitações (exemplo: peso e idade da criança).

Dicas para os artigos emprestados ou adquiridos em 2ª mão: 

- Verifique sempre se o artigo está em bom estado de conservação, se possuí instruções e avisos e se o modelo é relativamente recente. É sempre preferível utilizar produtos mais modernos que dão maior garantia de cumprirem as normas de segurança; 
- No caso da cadeira de automóvel, esta deverá ser nova para cada criança. Se, mesmo assim, optar por um modelo usado, deverá ter o cuidado de conhecer bem a sua história: utilizada no máximo por 2 crianças, devido ao desgaste da mola do fecho do cinto interno; não deverá ter sofrido nenhum acidente. É fundamental ser um modelo recente, que possua a etiqueta de homologação e as instruções de instalação. 



O dormir… 

- Evite utilizar alcofas, uma vez que existe risco acrescido de sobre-aquecimento do bebé, quedas por falência das pegas ou mesmo quedas de locais altos; 
- A cama de grades é geralmente a escolha mais segura pois o berço tomba ou vira-se mais facilmente quando por exemplo uma criança tenta espreitar o bebé; o bebé pode dormir na cama de grades desde que nasce; 
- As grades da cama devem ter no mínimo 60 cm de altura e a distância entre as barras deve ser inferior a 6 cm; 
- O colchão deve ser adaptado ao tamanho da cama ou berço, para que não fique espaço entre o colchão e as grades; 
- Não coloque brinquedos, fraldas, laços/fitas, nem almofadas na cama, para evitar o risco de asfixia; 
- A roupa da cama não deve cobrir a cabeça do bebé e não devem ser utilizados cobertores pesados; 
- As correntes das chupetas só devem ser utilizadas quando o bebé começa a mexer-se mais. Assegure-se que o seu comprimento não é superior a 22 cm, para evitar o risco de estrangulamento. Retire sempre a corrente da chupeta quando deitar o bebé;


A higiene do bebé….

- Na utilização de um móvel de muda/banheira, coloque os produtos que necessita nas bolsas laterais ou em prateleiras próximas do móvel, de forma a ter sempre ao alcance da mão todos os artigos que necessita, evitando desta forma a queda do seu bebé;
- Não utilize cadeiras de banho, são dispensáveis e podem voltar-se com facilidade mesmo quando estão presas com ventosas; 





Os passeios e as viagens…

Desde a saída da maternidade o seu bebé precisará de uma cadeirinha para ser transportado no automóvel. É normalmente chamado o “ovinho”, que só pode ser instalado de costas para o sentido do trânsito e no qual a criança viaja numa posição semi-sentada (a forma mais segura). Este sistema de retenção está homologado até aos 13 kg, contudo poderá ter de trocar de cadeira anteriormente, caso a cabeça do bebé ultrapasse as costas da cadeira, ou a altura máxima do cinto interno fique abaixo do ombro. Quando isso acontecer deve optar por um modelo onde o bebé permaneça virado de costas. Deve ficar nesta posição até aos 3 / 4 anos de idade;
As alcofas não devem ser utilizadas no transporte do automóvel. Nestas, a criança viaja deitada e a maioria dos embates é transformada em choques laterais, mais perigosos para o cérebro;
A escolha “certa” de uma cadeira depende de vários fatores: compatibilidade com o automóvel, homologação para o peso da criança e instalação de acordo com as instruções do fabricante. Experimente sempre no automóvel antes de comprar;
Se usar ovinho fora do automóvel, utilize-o apenas por períodos curtos, mantendo-o sempre no chão e com o cinto interno apertado;
Com o carrinho de passeio deverá verificar a facilidade de montagem e desmontagem, o sistema de travagem, bem como se o espaço que ocupa é compatível com a mala do seu carro e com o espaço que dispõe para o arrumar em casa;
Se utilizar carrinhos com funções múltiplas, assegure-se de que a cadeira fica com o sistema de encaixe bem fixo à estrutura;
Prefira carrinhos com arnês de 5 pontos (cinto interno que passa sobre os ombros, na cintura e entre as pernas). Não se esqueça de apertar os cintos internos;
Trave sempre o carrinho quando estiver parado e verifique com regularidade o sistema de bloqueio de rodas;
Não pendure sacos ou objetos pesados nas pegas do carrinho, pois pode desequilibra-lo e fazê-lo tombar para trás;
Se vai circular de noite ou ao anoitecer, aplique refletores de forma a que o carrinho seja bem visível para os condutores;
Nunca utilize o carrinho em escadas rolantes.

Sem comentários:

Publicar um comentário